14 de janeiro de 2009

Morros de muchém

Muchém é térmite. Morro é morro. E morro de muchém é um castelo de fadas-bichos.
Moçambique é um museu de arquitectura, e não só de arquitectura humana. Obras-primas da arquitectura deste país são também os morros de muchém. Os que aqui vos mostro são apenas os que calhou ter fotografado, sem nenhum critério especial. Não são especialmente grandes (nanais que não, há-os muito maiores!), nem têm formas especialmente invulgares. São morros de muchém vulgares. Sólidos que nem cimento armado, o que é que pensam?


Morro de muchém no meio de uma machamba, sem mais


Morro de muchém integrado na paisagem humana


Morro de muchém armado em obelisco


Morro de muchém camuflado


Morro de muchém de perfil discreto e ajustado à forma da cabeleira das casas


Morro de muchém de praia, a namorar com uma árvore

1 comentário:

Vasco Reis disse...

Muito interessante!
Recorda-me um morro de muchém enorme próximo da nossa casa da TZR (Trans Zambesia Railways)em Inhaminga, onde o meu pai trabalhava. Anos 40 do século passado, obviamente.
Obrigado