9 de fevereiro de 2010

Tic tac tic tac

Nada mais preciso, mais regular, menos dado a desarrazoamentos. Tem, pois, toda a razão a minha filha Joana ao chamar-lhe relógico.

2 comentários:

Paulo Soriano disse...

Perfeito!

Paulo Soriano disse...

Me lembrei de um lindo - e profundo - poema de Cassiano Ricardo. Ei-lo:
O Relógio

"Diante de coisa tão doída
Conservemo-nos serenos

Cada minuto da vida
Nunca é mais, é sempre menos

Ser é apenas uma face
Do não ser, e não do ser

Desde o instante em que se nasce
Já se começa a morrer."